Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Os discípulos de Goebbels

Joseph Goebbles foi o responsável pela execução das estratégias de comunicação de Hitler com o objetivo de controlar as massas e ser capaz de persuadi-las ou submetê-las a seus planos já conhecidos por todos. Entre suas frases mais conhecidas está aquela que dizia: “mentira, mentira, mentira, mentira que algo permanecerá, quanto maior a mentira, mais as pessoas acreditarão nisso”.


Este personagem e seus ditos vieram à minha mente dado o que podemos ver hoje, no qual a pós-verdade (ao meu gosto uma forma educada de chamar a mentira) ocupou todos os espaços. Qualquer pessoa pode dizer qualquer coisa, sem provas, sem julgamento, sem qualquer apoio, dedica-se a aplicar os princípios de Goebbels, um dos responsáveis pelo extermínio de milhões e milhões de pessoas através de sua estratégia de propaganda de massa.
 
Todos nós já ouvimos histórias. As pessoas compartilham pontos de vista e opiniões com os outros, e a partir daí construímos opiniões e acreditamos nas coisas, e a maioria delas são mentiras, mas elas constroem opiniões e a partir daí ajudam ou denigrem posições, idéias, pessoas, etc. Hoje há muitos seguidores de Goebbles, talvez inconscientemente, talvez na união de valores que os fins justificam os meios, mesmo quando o fim é o mais infame possível.
 
Devemos fazer um favor a nós mesmos e ao nosso meio ambiente e nos afastarmos destes princípios. É tão fácil falar falsidades para encobrir o lixo que temos sob nossos pés. Eu não só o vi, eu o vivi. As pessoas culpando todos os outros por suas dificuldades e humildade, sem assumir a responsabilidade por nada (não muito difícil para o que vemos no mundo político).
 
Espero que possamos ser discípulos de outros personagens da história, de Gandi, Luther King, Jesus, daqueles que lutaram com a verdade na frente deles, de mãos abertas e sem ter entendido mal o que eles disseram ou mostraram. A integridade é baseada na verdade, e isto não é relativo, como muitas vezes somos levados a acreditar. É verdade que cada um tem seu próprio ponto de vista, mas isso não muda a realidade dos fatos, do comportamento, das situações concretas ao nosso redor.
 
Espero que o mal que Goebbles fez com seus princípios aplicados às comunicações não faça parte de nosso comportamento, que não se torne parte de nossas conversas, muito menos da maneira como nos relacionamos conosco mesmos ou com os outros. Finalmente, somente a verdade nos libertará.

Conversemos

Valencia, España

isharon@innzpira.com

Newsletter

Isaías Sharon Jirikils © 2024. All Rights Reserved.

Cart0
Cart0
Cart0