Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Dia dos Pais

Hoje é o Dia dos Pais. Em muitos aspectos tem sido historicamente um dia menos celebrado do que outros, no entanto, acredito que temos a oportunidade de dar um significado especial, não apenas ao dia em questão, mas ao vínculo que dá origem à comemoração.


Sabemos que existem muitos tipos de famílias, assim como cada uma tem seu próprio estilo de criação, valores, maneiras de se relacionar com os outros, etc. No entanto, o papel do pai (e da mãe) tem um lugar tão importante na forma como somos construídos como pessoas. A psicologia e, com particular acuidade, a psicanálise tem estudado, refletido e escrito tanto sobre o impacto que nossos pais têm sobre a pessoa que somos, sobre nossos gostos, frustrações, crenças, missão de vida e tantas outras coisas que inconscientemente nos acompanham hoje e, com certeza, também nos seguirão amanhã.

É por isso que ser pais não é apenas fazer parte do nascimento de uma nova pessoa, mas também ser formadores de alguém que construirá laços, criará suas próprias histórias, abrirá (ou fechará) caminhos e milhões de opções que são tão incertas quanto prováveis.


Pessoalmente, como pai apaixonado pela possibilidade de amar de tal forma, fiquei convencido de que não há tanto para contar às crianças, mas sim para mostrá-las. Mas não um show de quadro-negro ou discursos, mas de encarnar aquilo que se deseja alcançar e aprender. Acredito verdadeiramente que nossa verdadeira comemoração do “dia do pai” está no tempo, que não é um dia, e talvez não seja (pelo menos não inteiramente) hoje, mas será colocada nos seres humanos que ajudamos a moldar, como enfrentarão a vida, como tratarão os outros, serão autônomos ou dependentes, queixosos ou agradecidos, construtivos ou destrutivos, amorosos ou tóxicos, honestos ou mentirosos, temerosos ou corajosos?


Podemos dizer-lhes mil coisas, fazer grandes discursos, apontar uma e outra vez a “receita do sucesso”, mas se eles não a virem em nós, ela não terá valor. É por isso que acredito que o melhor presente para este dia é para nós pais darmos a nós mesmos um “cartão presente” para nosso crescimento pessoal, para sermos pessoas melhores, mais conscientes, mais honestas, mais gentis, para aumentarmos nossa capacidade de criar, de contribuir com os outros, de agir corretamente mesmo quando parece ser mais caro do que deveria ser, para que possamos usar nosso presente para melhorar nossos hábitos, corrigir nossas deficiências, reconhecer nossas limitações e não ficar satisfeitos com “o que existe”, para que nossos filhos possam ver que é sempre possível que as coisas sejam melhores.


Neste Dia dos Pais, digo isto a você como um “companheiro” de pai, somos convidados a nos dar uma viagem que realmente nos transforma, não que muda acessórios de nossa pele, mas que realmente nos torna tão irreconhecíveis que nossos filhos sabem, não porque o dissemos, mas porque lhes mostramos dia após dia, que eles (nossos filhos) valem a pena, mas porque lhes mostramos, dia após dia, que eles (nossos filhos) valem tanto e têm tantos talentos dentro deles, que podem ir aonde quiserem, que só precisam saber o que realmente são, e depois começar a trabalhar, porque cada obra de arte leva tempo, e cada artista percorre seu próprio caminho, para poder conquistar este caminho de amor e dedicação, onde também podemos honrar a memória do pai que tivemos e do que podemos ser.

Conversemos

Valencia, España

isharon@innzpira.com

Newsletter

Isaías Sharon Jirikils © 2024. All Rights Reserved.

Cart0
Cart0
Cart0